O seu carrinho de compras está vazio

Blog

             
SABE A ORIGEM DA SUA PEDRA PRECIOSA PREFERIDA?
06.06.2019
News

SABE QUAL A ORIGEM DA SUA PEDRA PRECIOSA PREFERIDA?

 

Tudo o que é belo demora a nascer. Os tecidos mais bonitos são feitos de raiz pelas tecedeiras, pintados à mão e secos. Um bebé passa nove meses dentro do ventre da sua mãe e só após esse tempo está criado um ser completo. E as pedras preciosas demoram milhares de anos a ser formadas pelas mãos da Natureza.

 

Desde que uma gema é encontrada e até se tornar um elemento integrante de uma jóia, passa por um grande processo de modificação com um único objetivo: criar algo único e valioso. Mas é importante conhecer o seu trajecto para se compreender o seu verdadeiro valor, começando pela sua origem:

 

Vegetal: o âmbar, que se forma a partir da resina fossilizada de árvores mortas;

Vegetal e animal: o azeviche, por exemplo, é matéria orgânica fossilizada;

Animal: as pérolas, que surgem nas ostras;

Mineral: como é o caso do diamante e de todas as restantes espécies de pedras.

          

 

As pedras preciosas são valorizadas pela sua raridade e qualidades físicas. Não só são bonitas como ainda apresentam uma dureza invulgar e distinta. Antigamente, fazia-se distinção entre pedras preciosas e semipreciosas. Isto porque a primeira designação só se aplicava ao diamante, à esmeralda, ao rubi e à safira. Estudos desenvolvidos permitiram concluir que uma pedra (também apelidada de gema) simplesmente é preciosa ou não o é.

 

 

Para se classificar o seu valor, as gemas são avaliadas com base em quatro características, vulgarmente conhecidas como os “quatro C’s”:

 

Color: a cor da gema é determinante para o seu valor. Uma cor intensa ou ser incolor representa um valor mais elevado.

Clarity: a pureza da gema - o facto de esta não ter impurezas visíveis aumenta o seu valor.

Caract: o quilate métrico (que é o medido nas gemas, representado por ct) é a medida para pesar as pedras que já foram lapidadas e é distinto do quilate dos metais precisos (representado por K)

Cut: a lapidação da pedra e o seu corte são importantíssimos no que diz respeito ao aproveitamento da gema, bem como ao seu aspeto final.

 

Algumas das pedras consideradas preciosas são, por exemplo: diamante, rubi, safira, esmeralda, água-marinha, opalaametista, ágata, turmalina, topázio, jade, turquesa e pérola.

 

Pode encontrar muitas destas (e outras) gemas nas joias Magnolia. Aqui, os materiais são criteriosamente escolhidos e submetidos a um processo de fabrico artesanal, que garante que terá sempre nas suas mãos uma joia perfeita, linda e duradoura.

                     

             
Sugerido para si